Áreas de tecnologia estão entre as mais desejadas do mercado; veja o top 5

A pandemia de covid impactou bastante o mercado de trabalho, mas algumas áreas foram mais afetadas que outras. De acordo com um levantamento da plataforma de recrutamento The Bridge, os profissionais de tecnologia da informação (TI), vendas, finanças, digitalização e recursos humanos serão bastante valorizados em 2022.

O universo de TI estar nessa situação não é novidade. Segundo a Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom), os cursos superiores formam cerca de 46 mil alunos por ano, mas para suprir o déficit de contratações, seria preciso 70 mil profissionais por ano, ou 420 mil até 2024. Com a grande demanda, os melhores do ramo são bastante requisitados.

A área de vendas também foi impulsionada pelo aumento do comércio eletrônico no período pandêmico. No Brasil, outubro registrou crescimento de 21,92% no faturamento e 19,03% nas vendas, na comparação com o mesmo mês em 2020. O levantamento é da Neotrust Movimento Compre & Confie, em parceria com o Comitê de Métricas da Câmara Brasileira da Economia Digital (Camara-e.net).

As fintechs foram as startups que mais receberam financiamentos em 2021, enquanto a digitalização crescente fez aumentar a procura por empresas que ajudam nesse processo. Isso inclui o setor de recursos humanos, que aposta cada vez mais na automatização de seus serviços, embora isso provoque críticas dos profissionais sobre possíveis vieses, falhas e pouco calor humano com os candidatos a vagas em suas plataformas.

“Não é segredo para ninguém que a tecnologia foi a grande protagonista durante os tempos de isolamento social e home office. Se por um lado a pandemia levou muitas pessoas ao desemprego, por outro, ela também fez o mercado valorizar profissões relacionadas aos avanços tecnológicos”, afirma Irina Bezzan, diretora de gerenciamento da The Bridge.

Veja abaixo algumas profissões que serão destaque dentro dos setores e seus respectivos salários, de acordo com a The Bridge.

Tecnologia

  •  Analista de telecomunicações: R$ 4 mil a R$ 7,6 mil
  •  Javascript: R$ 4 mil a R$ 13 mil
  •  Arquiteto de soluções: R$ 8,5 mil a R$ 14 mil
  •  Líder especialista de business intelligence: R$ 7 mil a R$ 11,5 mil
  •  Gerente de segurança da informação: R$ 16 mil a R$ 22 mil
  •  Gerente sênior de tecnologia: R$ 17,5 mil a R$ 28 mil

Vendas

  •  Executivo de vendas: R$ 3 mil a R$ 8 mil
  •  Coordenador de vendas: R$ 6 mil a R$ 15 mil
  •  Gerente de contas: R$ 8 mil a R$ 30 mil
  •  Gerente regional de vendas: R$ 10 mil a R$ 23 mil
  •  Gerente de desenvolvimento de negócios: R$ 8 mil a R$ 30 mil
  •  Gerente nacional de vendas: R$ 15 mil a R$ 35 mil

Financeiro

  •  Analista/superintendente ou gerente de back office: R$ 4 mil a R$ 45 mil
  •  Gerente de relacionamento corporativo: R$ 12 mil a R$ 26 mil
  •  Analista de crédito: R$ R$ 3 mil a R$ 12 mil
  •  Analista de banco de investimento: R$ 6 mil a R$ 20 mil
  •  Analista de risco de mercado: R$ 5 mil a R$ 23 mil
  •  Trade finance associate: R$ 13 mil a R$ 23 mil

Digital

  •  Analista ou gerente de e-commerce: R$ 4 mil a R$ 20 mil
  •  Gerente de vendas: R$ 13 mil a R$ 26 mil
  •  Executivo de vendas digital: R$ 4,5 mil a R$ 17 mil
  •  Especialista de marketing digital: R$ 6 mil a R$ 9 mil
  •  Gerente de mídia digital: R$ 12 mil a R$ 20 mil
  •  UX designer: R$ 5 mil a R$ 10 mil

Recursos Humanos

  •  Analista de administração de pessoal: R$ 4,7 a R$ 9 mil
  •  Coordenador de DHO/T&D: R$ 7,9 mil a R$ 14,7 mil
  •  Gerente de recursos humanos: R$ 15 mil a R$ 28,1 mil
  •  Analista a gerente de recrutamento e seleção: R$ 5 mil a R$ 23 mil
  •  Gerente de relações sindicais e trabalhistas: R$ 14,5 mil a R$ 22,2 mil
  • Business partner/consultor de RH: R$ 8,1 mil a R$ 17,3 mil

Comentários

Adicionar um comentário

mood_bad
  • Ainda não há comentários.
  • chat
    Adicionar um comentário
    keyboard_arrow_up